Liberta-te!

É só isto que eu consigo ouvir na minha mente ultimamente.

liberta-te

Liberta-te!

Como se fosse uma ordem que o meu subconsciente está sempre a repetir. Necessito tanto de me libertar como de respirar!

Preciso libertar-me de todos os conceitos que já não me servem para esta nova etapa da minha vida. Deixá-los para trás, assim como quem deixa uma peça de roupa que já não serve mais, que está desgastada, e desbotada…

Estou num novo mundo, numa nova realidade. Em expansão constante, que já não sei onde começo e acabo.

Sinto-me a fazer parte de tudo e de todos, sem perder a minha individualidade.

É mais fácil delegar, deixar ir… Entrar no fluxo como se fosse mergulhar no mar límpido e profundo. Basta inspirar bem fundo, e entrar na corrente da vida, observando cada pormenor como se fosse único, como se fosse a ultima vez, o ultimo pestanejar!

Tudo vem até mim, de uma forma perfeita, como só o Universo sabe fazer. Perfeito!!

A consciência plena de mim e das minhas capacidades, levou-me a sonhar como nunca ousei sonhar.

Projetos que até há pouco tempo eram apenas letras em papel, começaram a criar palavras, frases, textos, livros, e estão prontos para se tornarem na mais bela enciclopédia jamais escrita ou lida.

O que ainda falta?

Libertar-me!

Ainda há dentro de mim, muitos sentimentos que me prendem e que se dou lhes dou ouvidos, arrastam-me num furacão, sem possibilidade de me apanhar.

Mas estou a melhorar, é o que sinto.

E como me alguém me disse um dia

Hoje és uma pessoa melhor do que há 30 dias atrás!

Isabel Pato