O que é a morte?

Muito se escreve e muito se especula sobre o que é a morte, e o que acontece depois de morrer.

Inclusivamente, há pessoas que não vivem a vida de uma forma plena, com medo de morrer… E no fim, acabam por morrer.

Segundo a Wikipédia a morte (do latim mors) refere-se a óbito (do latim obitu), falecimento (falecer+mento), passamento (passar+mento), ou ainda desencarne (deixar a carne), são sinónimos usados para se referir ao processo irreversível de cessamento das atividades biológicas necessárias à caracterização e manutenção da vida num sistema outrora classificado como vivo. Após o processo de morte o sistema não mais vive e encontra-se morto.

O conceito de morte

A morte é o termo da vida devido à impossibilidade orgânica de manter o processo homeostático. Trata-se do final de um organismo vivo que havia sido criado a partir do seu nascimento.

O conceito de morte, no entanto, foi sofrendo alterações ao longo do tempo. Outrora, considerava-se que a morte, enquanto evento, tinha lugar assim que o coração deixava de bater e que o ser vivo deixava de respirar.

Várias religiões, apesar de cada uma ter a sua versão sobre o que é a morte, todas elas acreditam que é um ritual de passagem. Umas festejam, outras choram…

A minha opinião

Eu acredito que a morte é uma ilusão dos sentidos. Se somos energia, e a energia depois de criada já não pode ser destruída, então somos eternos.

A morte para mim, significa o fim do ciclo e o inicio de outro. Significa que chegou a altura de passar ao próximo nível, de continuar o meu caminho e traçar um novo começo.

A morte não existe apenas na nossa existência. Acontece também no dia a dia, nas pequenas e nas grandes situações.

Num relacionamento que acaba, num contrato que chegou ao fim, num eletrodoméstico que se avaria e não tem concerto… E cada vez que isso acontece, é porque chegou a altura de dar lugar ao novo, e é aí que nós resistimos. E essa resistência causa dor. Porque somos demasiado comodistas e não queremos que a mudança venha interferir no nosso esquema de vida tão bem planeado e traçado.

Outro aspeto interessante e que é bom relembrar, é que vivemos com medo de morrer. Somos tão controladores, que em vida planeamos como vai ser a vida dos que cá ficam. Deixam-se heranças… Deixamos de fazer aquela viagem porque temos de garantir o sustento daqueles que cá ficam, tratando-os como imbecis ou incapazes de não saberem viver sem a nossa presença. Vivemos uma vida inteira dedicados a morrer. E quando o momento chega, como será?

Como será sentir que se desperdiçou uma vida a fazer tudo de forma contrária?

Viveu-se uma vida de morte!

Quantos não pensam: “Se eu pudesse voltar atrás…”

Por isso há que refletir! Quero continuar a viver morto?

Ou quero viver a vida que me foi dada, que todos os dias e que a cada nascer do sol me é renovada?

É tudo uma questão de escolha… Ou será uma ilusão?

(1) Conceito de morte – O que é, Definição e Significado http://conceito.de/morte#ixzz4VIY5iqTc

Isabel Pato

Artigos relacionados

Subscreva a newsletter do Blog

Holler Box

Pin It on Pinterest